September 22, 2016

Reação da Globo

Reação da Globo

2015 foi um ano turbulento para a teledramaturgia na TV GLOBO. Em que pese a maoria de suas produções terem mantido o habitual padrão de qualidade e, nas faixas das 6 e 7 da noite, mantido também o mesmo perfil de liderança, o filé-mignon da programação, a “novela das 8” enfrentou concorrência duríssima, como nunca antes.

A “culpa”, dizem os críticos, é de duas novelas seguida que não captaram a  paixão do público: “Babilônia” e “A Regra do Jogo”. Discute-se muito se a Globo estaria repetindo um mesmo conjunto de temáticas em suas novelas deste horário. Violência e sexo como receita primordial.

Outros já apontam a tese de que as duas novelas foram momentos pouco inspirados de seus autores. É voz geral de que uma volta às origens faria bem à teleframaturgia global, que é um dos três maiores centros de produção de novelas do mundo, exportando para mais de 120 países.

A resposta ao desafio só deve chegar às telas no segundo semestre de 2016: “Velho Chico”, escrita por Edmara Barbosa e Bruno Barbosa, marca a volta dos folhetis epopéicos tipo “O Rei do Gado” e “Renascer”, que reinavam no ibope e no coração dos noveleiros.

Ambientada às margens do Rio São Francisco, “Velho Chico” terá gravações em Bom Jesus da Lapa, uma das seculares cidades do sertão baiano, em meio à Chapada Diamantina e o Cerrado.  As presença no elenco da dupla Antônio Fagundes e Patrícia Pilar é outra aposta alta. O retorno de Rodrigo Santoro também tem forte apelo

Sem um fenômeno de audiência e popularidade desde “Avenida Brasil”, de 2012, e atingida por uma crise de audiência sem precedentes, a emissora vislumbra o sinal de redenção com “Velho Chico”, com estreia prevista para março.

 

A novela marcará o retorno à faixa das 21h de Benedito Ruy Barbosa, afastado do horário desde Esperança (2002-2003). É dele produções focadas na vida no interior do país que foram fenômeno de ibope, como Pantanal (1990), Renascer (1993), O Rei do Gado (1996-1997) e Terra Nostra (1999-2000).

 

Related posts