September 21, 2016

Justiça à estrela maior da MPB!

Justiça à estrela maior da MPB!

Focus web news angela maria rodrigo faour mpb bolero cafona brega música brasileira diva estrela
Angela Maria e Rodrigo Faour

Acabo de concluir, extasiado, a leitura de ANGELA MARIAA eterna cantora do Brasil“, escrito pelo jornalista, produtor e biógrafo RODRIGO FAOUR.

Uma das mais extensas biografias já publicadas sobre um artista brasileiro (800+ páginas com discografia completa e detalhada, além de fotos raríssimas), o livro é de uma importância transcendental. Seja para quem estuda, conhece, acompanha ou de alguma forma se interessa pela Música Popular Brasileira.

O lançamento é mais importante ainda para os milhões de fãs ardorosos, como eu, daquela que é considerada por suas próprias colegas – de Emilinha Borba a Maria Bethânia, de Clara Nunes a Gal Costa, de Elis Regina a Marisa Monte – inquestionavelmente a maior cantora brasileira de todos os tempos.

Ângela, segue sua inacreditável carreira de sucesso há sete décadas. Nos últimos 25 anos dividiu o palco e um incessante sucesso com o amigo e igualmente ícone, CAUBY PEIXOTO.

Focus,web,news,angela,maria,rodrigo,faour,mpb,bolero,cafona,brega, música brasileira, diva, estrela, 3
Faour, que já tem obra relevante na MPB, como autor, produtor e diretor de espetáculos, fez um trabalho de pesquisa excepcional sobre Angela Maria.

Nos meses de junho e julho de 2016 a “sapoti” – como foi apelidada pelo Presidente Getúlio Vargas – celebra exatamente 65 anos em que foram lançados, com espaço de apenas um mês, seus dois primeiros discos de 78 rotações – “Sou feliz” e “Quando alguém vai embora”, em junho e “Sabes mentir” e “Não tenho você”, em julho.

Todas as honras, glórias e reconhecimentos a Ângela são poucas. Ninguém como ela soube ser e se manter no coração do povo brasileiro, mesmo quando era, contínua e maldosamente rotulada de “cafona”, “brega”, “ultrapassada”, etc, etc, etc.

O tempo se encarregou de provar que clássico é clássico e nada é mais inútil do que o esnobismo dos “críticos”. Modas vão e vem, apóstolos do “moderninho” tiranizam o que podem os artistas que se mantêm fiéis a seu público e seu estilo. Mas seu espaço segue intocável, como também a reverência à sua arte, sua voz, sua interpretação.

Ângela teve a oportunidade de, em mais de 150 discos, gravar desde os mais populares aos mais sofisticados autores: de Evaldo Gouveia e Jair Amorim a Caetano Veloso e Chico Buarque. De Caymmi a Nélson Ned, de Luis Melodia a Othon Russo, passando por Ary Barroso, Lupicínio Rodrigues, Noel Rosa, Vinicius de Moraes, Edu Lobo e uma lista de celebridades da MPB que não acaba mais.

O livro de Rodrigo Faour é dessas obras primas que, numa só tacada, evidencia a grandeza e a fragilidade da memória musical brasileira. A dívida com Ângela está, em boa parte, resgatada por seu trabalho magnífico, emotivo, hilário e historicamente impecável. A estrela merecia este livro e, graças aos céus, o tem em vida.

E que este livro inspire muitos outros.

Roberto Carlos 1968

 

 

Ângela Maria MPB

Favoritos ao Oscar 2016 Focus Web News TV Shows carlos Borges Pedro Ocricciano SEO WEB Noticias Florida USA Estados unidos Miami

Inscreva-se em nosso canal

http://www.youtube.com/c/CarlosBorgesFocus

Conheça nosso Portal de Notícias

http://focuswebnews.com/

Redes Sociais

Facebook I Twitter I Google+ I Linkedin

Programas Semanais no FOCUS WEB NEWS

Abaixo estamos disponibilizando links com assuntos que possam lhe agradam, basta clicar e divirtir-se, com o nosso conteúdo!

#AGENDA #ARTES #BUSINESS #CINEMA #ESPORTES #MÚSICA #POLÍTICA #FOCUSTVSHOWS
#VIAGEM #FEEDBURNER

Related posts