September 22, 2016

Joan Crawford

Joan Crawford –

focus,web,news,joan,crawford,estrela,diva,mamãezinha,querida,bette,davis,oscar, 2
Joan Crawford com seu único “oscar” na cama. A estrela estava apavorada com a possibiliadde de não vencer e por isso não foi à festa de entrega.

Ela nasceu Lucille Le Seur, no dia 23 de março de 1905, em San Antonio (Texas). Antes de tornar-se uma das divas eternas do cinema norte-americano, JOAN CRAWFORD já era ferozmente determinada.

Ela acreditava que seus predicados como dançarina poderiam lhe render um emprego no cinema. Aos 19 anos, largou tudo e foi para Los Angeles.

Em 1925, ainda na era do cinema mudo, depois de fazer testes, conseguiu um contrato com a MGM, mas não sem antes ser forçada a mudar de nome para um que fosse mais comercial, Se tornou JOAN CRAWFORD. Estrou no musical “Ladies”, e,   em 18 anos de contrato, atuou em inúmeros filmes, quase todos sem nenhuma importância.

Foi quando trocou a MGM pela Warner, em 1943, que conquistou papeis e prestigio suficientes para ganhar um “Oscar” de melhor atriz por “Mildred Pierce”, de 1946,  e outras duas indicações por “Possessed”, de 1948 e por “Sudden Fear”, de 1952.

focus,web,news,joan,crawford,estrela,diva,mamãezinha,querida,bette,davis,oscar, 3Sua antológica rivalidade com a atriz Bette Davis rendeu anos de fofocas nos bastidores de Hollywood. O fato de nunca terem escondido a pouca simpatia não impediu que, já veteranas, aceitassem atuar juntos num filme “B”. “What ever happened to Baby Jane”  (foto à esquerda), foi um espetacular sucesso de crítica e público no início dos anos 60 e provocou um “revival” das filmografia de ambas as estrelas do passado.

Nessa época, Joan já era a toda poderosa Presidente da Pepsi Cola. Sua vida particular seguiu sendo escrutinada pela imprensa sensacionalistra e o ponto culminante foi a publicação de “Mamãezinha Querida”, escrito por sua filha adotiva Christina Crowfor, fazendo as mais bizarras acusações de crueldade e abuso supostamente cometidos por Joan. A publicação do livro devastou a vida de Joan Crawford, que morreu em 1977, amargurada pelo que ela e muitos de seus amigos e colegas de trabalho, afirmaam tratar-se de mentiras inventadas por Christina para vender o livro.

O livro também rendeu, em 1981, um filme igualmente polêmico, estrelado por Faye Dunaway. Com o tempo, os depoimentos favoráveis a Crowford superaram as afirmações de Christina que, no final dos anos 90, admitiu em entrevistas gravadas ter “exagerado” em algumas passagens do livro, influenciada pelos editores.

Uma estrela diferente em Hollywood

Estrela mais rara

 

Favoritos ao Oscar 2016 Focus Web News TV Shows carlos Borges Pedro Ocricciano SEO WEB Noticias Florida USA Estados unidos Miami

Inscreva-se em nosso canal

http://www.youtube.com/c/CarlosBorgesFocus

Conheça nosso Portal de Notícias

http://focuswebnews.com/

Redes Sociais

Facebook I Twitter I Google+ I Linkedin

Programas Semanais no FOCUS WEB NEWS

Abaixo estamos disponibilizando links com assuntos que possam lhe agradam, basta clicar e divirtir-se, com o nosso conteúdo!

#AGENDA#ARTES #BUSINESS #CINEMA #ESPORTES #MÚSICA #POLÍTICA #FOCUSTVSHOWS
#VIAGEM #FEEDBURNER

Related posts